24
JULHO
2017

16:32
Compartilhar
Fim de conversa
Em: 18/07/2017 às 08:41h por Onofre Ribeiro
Nesses dias escrevi três artigos anteriores a este mencionando uma certa influência espiritual no planejamento que rege as atuais transformações da humanidade. Citei minha dedicação a esses estudos que vem há mais de 40 anos. Estou convencido de que somos de certo modo manobrados por influências fora do nosso controle racional. Claro que o leitor pode me achar meio doido. E perguntar: onde esse cara foi arranjar esse tipo de conversa? Não tiro a sua razão.
Mas gostaria de resgatar minha primeira influência nesse assunto. Em 1973 caiu-me nas mãos um livro chamado "O Despertar dos Mágicos – uma introdução ao realismo fantástico". Escrito por dois sociólogos. Um francês, Jacques Bergier, e um norteamericano, Louis Pawells. O seu conteúdo abrange temas tão diversos como a alquimia, sociedades secretas, civilizações perdidas, o estranho, as religiões e as ciências ocultas ou esotéricas, com base em provas antigas (como o Mar Morto), livros de pesquisa de autores reconhecidos ou não, revistas e livros sobre ficção científica ou literatura de fantasia. Quem se interessar vai encontrá-lo... Leia mais
Compartilhar
Chico Xavier – 2019
Em: 17/07/2017 às 08:41h por Onofre Ribeiro
Em dois artigos anteriores andei escrevendo alguma coisa sobre as transformações pelas quais vem passando o mundo no momento atual. Particularmente o Brasil. Talvez seja um dos momentos em que o mundo se defronte com as maiores transformações de toda a sua história planetária. Assunto sério. Uma breve retrospectiva antes de falar de 2019, chamada de data-limite pelo médium espírita Chico Xavier, reconhecidamente um grande líder religioso falecido em 2002.
Segundo ele a data de 16 julho de 1969, seria o ponto inicial de uma contagem de 50 anos que terminará em 15 julho de 2019. Foi quando o homem pisou na Lua e superou os limites históricos de confinamento no seu planeta. Diz Chico Xavier que esta data de 2019 será o renascimento de uma nova fase espiritualmente mais avançada da humanidade, se ela tiver superado os seus instintos violentos e predadores adotados ao longo da sua história.
Mas o leitor deve estar se perguntando se essa é uma verdade exclusiva dos seguidores do espiritismo. Não é. Todas as religiões e filosofias de algum modo dizem a mesma coisa usando linguagens diferentes. O fato é fato!
Um simples olhar para o mundo atual mostra... Leia mais
Compartilhar
300 anos
Em: 14/07/2017 às 08:13h por Onofre Ribeiro
A Câmara de Vereadores de Cuiabá deverá aprovar nesses dias a criação de uma secretária extraordinária para construir o projeto das comemorações dos 300 anos de Cuiabá. À primeira vista, tudo bem. Num segundo olhar cabe discussões. De fato é relevante que os 300 anos da capital sejam comemorados. Tanto em respeito à história antiga, como a recente, a atual e a futura. Quanto a isso penso que as discussões não merecem grandes reparos.
Mas o que está em jogo é o que fará essa secretaria, com seus cargos em comissão e tecnocratas comprando computadores, pick-ups de luxo, alugueis e tecnocratas viciados na tradicional paralisia do serviço público. Quando chegar a hora das comemorações vir a correria de terceirizar tudo de última hora sob justificativas conhecidas da burocracia e da sua ineficiência. Faca de dois gumes. O que pode ser uma solução hoje poderá ser uma dor de cabeça amanhã.
Do ponto de vista da História e do marketing as comemorações são muito oportunas, Cuiabá não é mais a capital de um estado pobre, como... Leia mais
Compartilhar
No ar....
Em: 13/07/2017 às 08:22h por Onofre Ribeiro
Ainda muito jovem morava em Brasília, quando me vinculei a um grupo de pessoas ligadas à Maçonaria, interessadas em assuntos espiritualistas. A propósito, Brasília é muito ligada esses temas até mesmo pela sua origem muito fincada em teses espiritualistas. Ligações com o Egito antigo. Toda a planta da cidade e mesmo as medidas de alguns monumentos estão relacionadas a antigas medidas astronômicas presentes na egiptologia. Existe até um livro interessantíssimo chamado "Brasília Mística", e um vídeo no youtube do mesmo autor, explorando o lado egípcio de Brasília. Mas isso é uma longa conversa...
Em Mato Grosso logo quer cheguei em 1976 acabei por me envolver nesses mesmos temas, agora voltados para o terceiro milênio e as suas grandes transformações de todas as naturezas. Frequentei grupos dentro da Maçonaria e fora dela. Ainda hoje milito nesses temas, cada vez mais profundos. Como acompanhei a evolução dessas percepções, a distância entre os primeiros contatos e hoje, é monumental. O mundo transformou-se enormemente e continua se transformando.
Imagine falar-se em computadores há... Leia mais
Compartilhar
Agro, impostos e empregos
Em: 12/07/2017 às 08:41h por Onofre Ribeiro
Neste momento em que o caixa dos municípios e do governo do estado padecem enorme pobreza, não cabe mais buscar soluções simplistas de aumentar impostos sob alguma razão possível. Sempre foi assim. O momento é sensível. Os municípios estão vivendo período de intensa pobreza, especialmente os pequenos. Os grandes enfrentam o problema, mas tem força política. Já o governo estadual que fica no meio entre os municípios e a União, padece grande crise de caixa. No conjunto, a gestão pública empobreceu e não pode mais consertar seus furos de caixa aumentando impostos. Um baita problema!
Na semana passada tive uma longa conversa, a meu pedido, com o superintendente do IMEA – Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária, Daniel Latorraca, pra conhecer os números do agronegócio. O IMEA conquistou grande confiabilidade no mercado estadual e nacional. A razão da conversa são as seguidas teses de que o agro não paga impostos ao caixa do estado e dos municípios. Por isso deve ser taxado direta ou indiretamente. Pela via direta ele paga o ICMS dos grãos e carnes que são negociados no mercado... Leia mais

Mais artigos


Receber Newsletter
 
 

Onofre Ribeiro
onofreribeiro@terra.com.br | facebook.com/onofreribeiro
msn: astro285@hotmail.com