24
MAIO
2018

11:23
Rodrigues Palma senador
Em: 04/05/2018 às 08:29h por Onofre Ribeiro

Tomou posse, tardiamente, na última quarta-feira como senador o ex-prefeito de Cuiabá, ex-deputado estadual e ex-deputado federal Rodrigues Palma. Ocupa a vaga do senador Cidinho Santos, suplente do senador e hoje Ministro da Agricultura, Blairo Maggi. Palma no seu último mandato de deputado federal chegou a líder do PTB na Câmara. Mantinha forte relação com o presidente Fernando Henrique Cardoso, o que lhe deu possibilidades de intervir numa série de assuntos do interesse de Mato Grosso. Especialmente, na condução das negociações fiscais do estado.

Segundo suplente de Blairo na eleição de 2010, foi suporte do ex-governador na eleição de senador em Cuiabá. Mas possas voltas de revoltas da política, acabou não assumindo temporariamente o mandato. Cidinho, o primeiro suplente assumiu por cinco meses em 2012, cinco em 2014 e em definitivo a partir de maio de 2016, com a posse de Blairo no ministério da Agricultura.

Imagino a posse de Rodrigues Palma como uma boa oportunidade de resgatar parte da sua história política como um dos últimos representantes da cuiabania no coração do poder político de Mato Grosso. Prefeito entre 1975 e 1979, geriu um período em que Cuiabá saiu do papel provinciano e deu um grande salto de modernidade. De um lado recebendo se se transformado com as migrações pra Mato Grosso a partir de 1973.

São da sua gestão os projetos de urbanização da capital mato-grossense a pavimentação de 90% das vias, a construção de praças, de centros comunitários, de escolas e espaços de lazer, além da construção do Pronto Socorro de Cuiabá. "É considerado um dos melhores prefeitos que Cuiabá já teve", segundo o senador Welinton Fagundes no discurso de recepção de Palma no Senado na quarta-feira dessa semana. Na sua gestão Cuiabá mudou a sua cara de cidade provinciana.

Deputado estadual na primeira legislatura depois da divisão do Estado, federal por três mandatos entre 1987 e 1998, sendo o primeiro como constituinte.

Foi tardia a sua posse no Senado onde, provavelmente, encerre a sua carreira política aos 75 anos. Político cuiabano teve a sensibilidade de perceber na sua eleição de deputado federal em 1995 que Mato Grosso caminhava para o agronegócio e que a política estadual teria que aprender a dividir o poder com os novos protagonistas vindos do campo. Iniciou conversas políticas naquela eleição com o quase desconhecido produtor rural Blairo Maggi, que viria a ser suplente do senador Jonas Pinheiro. Juntos, Palma e Jonas, enxergaram o Mato Grosso do futuro baseado na agricultura que ainda se avizinhava.

Compartilhar
Imprimir   Voltar
Receber Newsletter
 
 

Onofre Ribeiro
onofreribeiro@terra.com.br | facebook.com/onofreribeiro
msn: astro285@hotmail.com